RSS

Dando trabalho para o anjo da guarda

19 abr

Mesmo não vendo as lindas asas e olhos brilhantes, assim imagino eu, sei que não era apenas um. Quantos estavam por perto e dançando ao meu redor eu não sei, mas um só não era.

Poderia ter acontecido em qualquer lugar, em qualquer rodoviária pequena de alguma cidade do interior em que todo-mundo-conhece-todo-mundo. Mas, para alegria da ansiedade e do estresse,  tudo aconteceu no Terminal Rodoviário Governador Carvalho Pinto, o maior da América Latina e segundo do mundo. Sim, porque quem lidera o ranking dos terminais rodoviários é Port Authority Bus Terminal, em New York.

O lugar em que vivenciei a presença dos anjos possui uma área de 120 mil metros e cerca de 60 mil pessoas passam por ele diariamente.  Situado na cidade de São Paulo, o lugar é mais conhecido como Rodoviária do Tietê.

Estávamos em quatro: a mala com mais de 60 quilos, a bolsa de mão, o travesseiro e eu. Meu destino era outro estado e cheguei com uma hora de antecedência do horário que estava marcado na passagem. Com um pouco mais de meia hora para o embarque, levantei calmamente e fui para o toilette. Paguei R$1,50 e fiz um único pedido: “Boa noite, moça. Por gentileza, gostaria de usar o toilette de deficiente”. Fui examinada por aqueles olhos castanhos de cima para baixo, mas logo saiu a explicação: “Preciso que o espaço interno seja maior para caber a mala, a bolsa, o travesseiro e eu, claro”. O sorriso que apareceu em seus lábios foi  deixando de lado as expressões interrogativas que estavam em sua testa, e logo me encaminhou para o lugar reservado. Deu tudo certo! Calmamente, saí direto para a plataforma de embarque.

Mas essa calma toda se foi em milésimos de segundos ao chegar no saguão de embarque. Solto a “nécessaire” de 60 quilos e minha mão direita vai em direção ao ombro esquerdo, lugar em que deveria estar a bolsa de mão. Deveria, mas não estava. É assim que começa um surto! “Esqueci a bolsa no banheiro”, gritei sozinha. Olhei para o lado e deixei a mala e o travesseiro com o primeiro ser humano que vi: “Por favor, não saia daqui! Minha bolsa ficou no banheiro. Eu já volto!”. A sensação era que as rodinhas da mala estavam no meu pé. Nunca corri tanto, nunca suei tanto.

Ofegante, mal falei com a moça simpática do  toilette. Pronto.  Lá estava ela. Intocável. Só de pensar em perder algumas preciosidades que estavam dentro dela… Não sei descrever essa sensação.

A calma se instalou novamente, mas nem deu para sentir direito. “Meu Deus, deixei a mala com um homem que não conheço”, pensei já entrando em pânico. Nunca corri tanto, nunca suei tanto.

Mais ofegante do que nunca, cheguei ao local em que deixei a mala com o homem desconhecido. E lá estava ele. Talvez fosse um dos anjos encarnados, pois sorriu quando me viu correndo ao seu encontro com a bolsa resgatada. “Muito obrigado, moço. Muito obrigado, Deus. Não tenho palavras”! “Por nada, querida”, foram as únicas palavras dele.

Os quatro novamente juntos. A mala, a bolsa, o travesseiro e eu. Os quatro visíveis, porque os invisíveis não sei quantos eram.

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em 19/04/2011 em Soltos

 

Tags: , , , ,

5 Respostas para “Dando trabalho para o anjo da guarda

  1. Anna Paula Haddad

    19/04/2011 at 02:19

    Que lindo. Fiquei emocionada. Amiga, perdemos tantas coisas durante a nossa vida em meio aos desencantos e desesperos. Mas se a fé permanece, recomeçamos tudo de novo, inúmeras vezes, com esperança num amor que transcende nossas imperfeições. Felicidades para os seus novos projetos e sonhos, fé e esperança em tudo de bom que você vai viver!

     
  2. Eliéser Ribeiro

    19/04/2011 at 04:53

    Situação difícil viu…Mas que bom que acabou bem.

     
  3. elaine alves

    19/04/2011 at 22:33

    Coisa d loko, neh miga!qm?vc………….

     
  4. Francine

    03/02/2012 at 01:57

    Oi Elis!
    Nossa, que texto legal. Mas fiquei imaginando seu desespero. Nossa o Tietê me dá medo…

    Abraço

    Fran

     
    • desenconto

      03/02/2012 at 02:06

      Fran,
      Quase coloquei o útero para fora! Não lembro de ter passado por tamanho sufoco como nesse dia!!! Obrigada pela visita no meu blog e pelo coment
      Beijinhos

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: